Paladar – a avaliação final

Para terminarmos o nosso ciclo de artigos sobre Provas de Vinhos, não poderíamos deixar de falar sobre o último dos três sentidos, o Paladar. Numa prova de vinhos, a última fase corresponde ao Paladar e é aquela que completa as outras duas sensaçõe: a olfativa e a visual.

paladar

 

O Paladar é considerada a melhor sensação de uma Prova de Vinhos!

Para terminarmos o nosso ciclo de artigos sobre Provas de Vinhos, não poderíamos deixar de falar sobre o último dos três sentidos, o Paladar. 

Numa prova de vinhos, a última fase corresponde ao Paladar e é aquela que completa as outras duas sensações anteriormente debatidas no nosso blog: a visual e ainda a olfativa. 

Quando nos referimos a esta sensação, estamos a falar do momento de saborear e de degustar. É a avaliação que deve ser feita com a maior atenção possível, uma vez que irá detetar:

  • a persistência;
  • a intensidade;
  • o equilíbrio;
  • e por último, a qualidade do vinho em questão.  

Como deve ser feita a avaliação, no que diz respeito ao Paladar?

Primeiramente, numa pequena quantidade prove o vinho de maneira a que este passe por toda a sua boca, devendo permanecer dentro dela durante uns meros segundos.

Curiosamente, muitos são os Enólogos que mastigam a quantidade que experimentam, visto que existe uma libertação de aromas.

Saiba  ainda que: não deverá comer qualquer substância numa prova de vinhos. Isto, poderá influenciar exponencialmente a prova de um outro vinho. Pode deixar de saborear o    que supostamente deveria sentir. 

Características que se sentem numa prova de vinhos:

Quando se prova o vinho é possível identificar quatro sensações diferentes, sendo elas: doce, amargo, salgado e por último ácido. Todas estas sensações são sentidas na lingua. sendo que cada uma atua em partes diferentes da mesma.

No que diz respeito ao doce é detectado na extremidade da língua, o amargo na região posterior da mesma.

Saiba que: esta sensação de amargo surge devido à madeira onde o vinho estagiou ou pode ser ainda uma característica das castas usadas.

O salgado não costuma ser sentido uma vez que é eliminado pelo acidez  e por último o ácido é sentido nas partes laterais da língua. 

Fique a saber que os vinhos ácidos corresponde aos brancos ou rosés em contrapartidanormalmente os vinhos tintos não possuíem esta característica devido à diferente uva que é usada. 

Diz-se se que um bom vinho, é aquele que proporciona um fim de boca longo. Mas afinal o que quer isto dizer? 

É uma sensação que o vinho deixa na boca quando é engolido. Contudo, pode ser um final curto ou longo. Assim, trabalha como indicador de qualidade e quanto mais longo for o fim de boca maior qualidade tem o vinho e vise-versa. 

+351 962 098 149
Sojern Image Pixel